sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Juntas


Algumas coisas diferentes, mas tudo continua igual. Agora temos uma mesa grande de madeira em que podemos passar horas fofocando sem ter que nos preocupar com a conta, com o volume da voz ou com o horário. Nela podemos deixar as garrafas de vinho, cigarros, entradinhas e conversas que não acabam mais espalhadas.

A essência, que é a mesma desde aqueles primeiros encontros, está cada vez mais gostosa. O começo é sempre o mesmo. Um dia uma tinha o encontro com o namorado, no outro a outra teria que trabalhar até mais tarde e outra vez, todas elas acabaram desistindo. O bom é que no final não desistimos.

A morada dessa mesa cheia de histórias é a nova casinha amarela da Jobs. Como sempre, o cardápio eleito foi macarrão. Dessa vez com a preocupação de mudar a receita para uma mais leve. A cena era a mesma de uns quatro anos atrás. Eu estava sentada cortando o tomate, a Jô tentava deixar a desorganização um pouco mais organizada, a Aninha fazia a sobremesa (brigadeiro, lógico), a Geo se preocupava em ter tudo para a noite, vinhos, água com gás e etc. e a Nana... humm... ainda tentava achar as panelas para alguma coisa que nem ela lembrava mais.

Jornalismo, trabalho, filmes, Brad Pitt, a cachorrinha nova da casa, namorados, crises, dúvidas, viagens, planos... foi tanta coisa que não houve nem um segundo de silêncio. Até lembranças como a Selma, professora tarada, fez parte da roda de conversas.

Foi tão gostoso que hoje, depois de ter chegado quase três da manhã em casa, me peguei pensando e tive um certo medo. Será que vamos continuar tendo nossos momentos juntas? Quando o mundo inteiro em volta parece parar. Espero que sim pq são esses momentos que constroem e que fazem a vida valer cada tantinho.

7 comentários:

Ana disse...

Ahh, honey!
Que lindo!
Dá pra imaginar a cena direitinho...todas juntas, sem um minuto de silêncio, nosso jantar, nossas risadas. Ahhh! Amei!

nana disse...

O retorno não podia ser mais bonito. Que linda! Fiquei muito, muito emocionada.
Não importa em qual mesa, certo? Sempre daremos um jeitinho.
Te amo, Beny!

Georgia disse...

bem-vinda!!!!
não importa aonde, quanta casas forem, importa o sentimento de que juntas vale muito mais. isso posto, estamos juntas!
te amo!!

Joana disse...

Jé, me emocionei...lindo, lindo...volte sempre...esse blog tbm é seu!!!
E que a mesa de madeira e outras infinitas nos reúnam sempre!

Amo vcs!!!

Mari disse...

Só para constar vcs sempre terão estes momentos juntas !basta cada uma ceder um pouquinho para que isto ocorra.Estar com "velhas " amigas é ótimo...é sinal que a vida vale a pena !
beijao

Lê e Iza disse...

A gente não é da roda... mas pode entrar???
Lindo lindo lindo! Daqueles que a gente chora ao ler, porque se imagina lá...
grande beijo
Iza

marcela dantés disse...

é engraçado. eu não conheço as meninas de lá.
mas é uma sensação boa essa de poder dividir momentos gostosos assim com vocês.