quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Linda, Teresa



Entre estradas de sol e meditações, fico hoje com maracangalha, na voz dela.

Maracangalha
(Teresa Salgueiro)

Eu vou pra Maracangalha eu vou
Eu vou de uniforme branco eu vou
Eu vou de chapéu de palha eu vou
Eu vou convidar Anália eu vou
Se Anália não quiser ir eu vou só
Eu vou só eu vou só
Se Anália não quiser ir eu vou só
Eu vou só eu vou só.

2 comentários:

Anônimo disse...

"Quando uma guitarra trina nas mãos de um bom tocador, a própria guitarra ensina a cantar, seja quem for." Grande Teresa.

D. disse...

Anônimo,não.