sexta-feira, 30 de maio de 2008

o perfume do amor



Presente do poetinha para dias chuvosos. E para ficar perfeito, ouçam na voz de Milton Nascimento e Daniel Jobim, no disco "Novas Bossas".

Tão pequeno e belo, dá vontade até de sofrer. Quem disse que a tristeza não pode ser bela?


Medo de amar
Vire essa folha do livro e se esqueça de mim

Finja que o amor acabou e se esqueça de mim

Você não compreendeu que o ciúme é um mal de raiz

E que ter medo de amar não faz ninguém feliz

Agora vá sua vida como você quer

Porém, não se surpreenda se uma outra mulher

Nascer de mim, como do deserto uma flor

E compreender que o ciúme é o perfume do amor


Um comentário:

gisela disse...

geo adorei esta poesia! é isso aí, quem tem medo de amar, fica espreitando,chorando, sofrendo...e se esquece de que pode cheirar o amor.bjs mam