quarta-feira, 17 de outubro de 2007

A Graça da Vida

Acho que essa é uma das maiores graças da vida. É engraçado, quando conhecemos uma pessoa é inevitável deixar de pensar como ela deve ser, quais são seus gostos, seu passado e como será no futuro. Não sei explicar, pode ter sido influencia dos meus pais que sempre falaram tão bem dos momentos que passaram na PUC, mas sabia que dentro daquela bagunça encontraria pessoas maravilhosas que marcariam minha vida. Ainda bem que senti certo e aqui estou.

Fico pensando em nós, como era antes e como tudo aconteceu. Pensando no tempo que não foi tanto assim para a intensidade que temos, mas será que tempo importa? Sempre achei que não. Ai esta uma de minhas características, sou muito ansiosa, passo o dia inteiro balançando o pé para ver se extravaso por algum canto, mas percebi que isso só piora e eu não sei como parar. Gosto de viver intensamente e odeio ficar em casa sem fazer nada, acho perda de tempo. Bom, acho que comecei a viajar em meus pensamentos. Nunca escrevi em um blog, mas acho que isso faz parte, né?

O objetivo inicial deste texto não era falar de mim e sim destas três. Então vamos retomar o raciocínio. Fico pensando... quem diria que aquelas três, a loirinha de risada engraçada, aquela com cara de menininha que conheci logo nas primeiras semanas de aula que falava sempre do tal Ri, ou a outra, aquela que namorava um cara do Gracinha e acabamos nos unindo por dorzinhas no coração, se tornariam pessoas tão especiais e essenciais na minha vida?

Esse tipo de coisa acontece sem mesmo que percebamos... e isso dá ainda mais graça na história. Aos poucos, os corredores da PUC nos uniram, mas quando nos demos conta, a amizade já tinha ganhado vida própria e a PUC era só outro lugar que nos encontrávamos. As vezes me pego pensando e chego a sentir um apertinho no coração... como será que vai ser depois da tão esperada formatura? Ao mesmo tempo que me sinto cada vez mais perto de vocês, também sinto que o longe também esta perto, dá p/ entender? Mas, assim como me senti antes de entrar na faculdade, me sinto agora, as três que ganharam tantas outras características se tornaram peças chaves na minha vida e acho, ou melhor, sei que assim será. Desculpa a demora, mas vocês me conhecem, mas me surpreendi, gostei muito de escrever!

5 comentários:

Jobas disse...

Eeeeeee...ela apareceu!

Nana disse...

Boa, Benito!!!

Ana disse...

Dá-lhe, dona honey!

disse...

Eu gostei! Quero escrever mais!!! hahahahah

disse...

Eu gostei! Quero escrever mais!!! hahahahah