quarta-feira, 9 de abril de 2008

Desejos

Às vezes, essa história de trabalhar com gastronomia é algo bem complicado pra mim. Justo eu, com espírito gordinho, que adora um petisco e tem a boca cheia d'água só de imaginar aquele petit gateau de doce-de-leite (experimentei um de rapadura com sorvete de cachaça que nunca mais saiu da minha memória e também pode ser usado como exemplo...). Aliás, acho que essa tal de memória fica bem no meio da barriga e ronrona de três em três horas. Alguém, por favor, me dá um chocolatinho?

Um comentário:

Bruno disse...

Há algum tempo carrego um estoque de chocolates comigo. Acho que dá pra um tempão. Quer me acompanhar?